Instalação: Tipos de alarmes e suas aplicações - Portal Revista AutoMOTIVO
Home / Destaques / Instalação: Tipos de alarmes e suas aplicações

Instalação: Tipos de alarmes e suas aplicações

No mercado existem três tipos de dispositivos de alarme: o universal, o keyless e o volumétrico. Por causa dessa diversidade, grande parte dos lojistas se confunde na hora da venda. Fizemos uma pesquisa com nossos amigos lojistas e instaladores e a grande maioria aplica somente dois tipos de dispositivo: o universal e o keyless. Concluímos portanto, que o critério utilizado na venda deste acessório é:

 Em veículos com chaves equipadas com telecomando de fábrica, aplica-se alarme do tipo keyless;
 Já nos que possuem chaves comuns, aplica-se o modelo universal.

Mas, na realidade, não é só isso. Por isso decidimos escrever este artigo para esclarecer e facilitar o lojista e instalador de como melhor aplicar estes dispositivos de segurança e conforto.

Sistema de alarme volumétrico

Consiste em um dispositivo de segurança equipado com sistema com duas cápsulas de ultrassom interligadas a uma central, que dispara o sistema de perímetro original do veículo, ou seja, aplica-se a todo veículo equipado de fábrica com chave de telecomando (chave do veículo equipada com comando de acionamento a distância).

No sistema original de segurança perimétrico, no qual dispara o sistema de alarme de fábrica somente com a abertura de umas das portas, este sistema anula o disparo quando há quebra de vidro por violação. É aí que entra a aplicação do sistema de alarme volumétrico.

instalação-alarmes3

Como verificar se o veículo vem equipado de fábrica com este dispositivo?

Entre dentro do veículo e trave as portas via telecomando. Aguarde cerca de 90 segundos, ou um minuto e meio aproximadamente, e abra uma das portas manualmente. Feito isso, verifique se a buzina original do veículo dispara na sequência. Caso se confirme a presença deste dispositivo original, o melhor a ser aplicado é o que fica mais próximo do sistema operacional original do veículo, que é o sistema volumétrico.

VEJA TAMBÉM
Kia realiza entrega de veículos para a Copa do Mundo da Rússia

A atuação do alarme volumétrico é enviar um sinal através do pino de porta para o disparo via perímetro do original, ou seja, quando acionado pelo telecomando do veículo, via sinal de trava conjugado com os de setas, a central libera o monitoramento das câmeras de ultrassom. Assim, quando detectado algum movimento no interior do veículo, a central instalada manda um sinal para o sistema de alarme original (que é perimétrico), simulando a abertura manual de umas das portas, que na sequência irá disparar a buzina original do veículo. Sendo assim, o sistema que antes tinha cobertura parcial, agora fica completo!

Alguns exemplos muito claros de aplicação deste dispositivo são os veículos da Mitsubishi e Renault, na maioria da frota top de linha.

Sistemas de alarme keyless

Aplica-se este dispositivo de segurança a todo veículo com chave equipada de dispositivo de telecomando e sem sistema original de segurança via perímetro, ou seja, o veículo vem equipado apenas com módulo de conforto de travamento e destravamento a distância. Repita o teste mencionado descrito anteriormente para se certificar da aplicação do mesmo. Uma montadora que é unanimidade na aplicação do sistema Keyless é a Fiat. Este dispositivo é bem mais complexo, tanto no funcionamento quanto na instalação, pois ele monitora por si só os disparos perimétricos (via abertura de portas, capô e porta malas) e os disparos volumétricos (via câmeras de ultrassom), exemplo: quebras de vidros.

Este dispositivo é composto de central, duas câmeras de ultrassom e sirene, podendo agregar um controle a parte de telecomando, dependendo do fabricante (caso a chave reserva do veículo não possua telecomando).

Este tipo de alarme trabalha independente do sistema do veículo, seu disparo é efetuado na maioria das vezes via sirene dedicada à parte, seu sistema de acionamento é feito via sinal de trava conjugado com os da seta e o seu desarme e vice-versa.

VEJA TAMBÉM
Tury realizará treinamento no próximo dia 27/08

Este dispositivo é bem mais completo na questão de opções de instalações de vários recursos como: travamento de portas por deslocamento (speed-lock), ou mesmo por tempo (auto-lock), sem contar inúmeras funções listadas abaixo, que podem variar de fabricante para fabricante:

 Saída auxiliares (subida de vidro)
 Auto-lock ou speed-lock
 Desligamento do sistema de áudio
 Monitoramento de luzes acessas
 Bloqueio de partida
 Sistema de alerta via sirene ou buzina
 Rearme automático entre outras.

instalação-alarmes2

Sistema de alarme universal

Este tipo de dispositivo já é conhecido há muito tempo pelos lojistas e instaladores. Sua aplicação é indicada quando o veículo não possui nenhum tipo de sistema de segurança ou conforto instalados de fábrica. Sua chave vem sem nenhum tipo de acionamento via telecomando à distância. Geralmente aplicamos aos veículos de entrada ou linhas plus das montadoras quando o veículo é completo, mas sem chave com telecomando, um exemplo claro disto são os utilitários intermediários e veículos de entrada de locadoras.

Este sistema tem total autonomia, não dependendo de nenhum sinal do veículo para seu acionamento, ou seja, o sistema é acionado através do seu próprio telecomando.

Neste caso, o sistema vem constituído de uma central de comando, duas câmeras de ultrassom, um ou dois telecomandos e sirene, podendo integrar chaves com telecomandos integrados (Chave canivete opcional).

Principais funções, podendo variar de fabricante para fabricante:

 Travamento das portas
 Destravamento das portas
 Saídas auxiliares (subida ou descida de vidros)
 Bloqueio de partida
 Desligamento do sistema de áudio
 Monitoramento de luzes
 Temporizador de faróis
 Sistema de alerta via sirene ou buzina
 Auto-lock ou Speed-lock
 Gravação de um ou mais telecomandos
 Aberturas de porta malas

VEJA TAMBÉM
Lúmens, Watts e Kelvin: entenda o que é isso!

Estes são os três tipos de sistemas de alarmes mais instalados no mercado. Agora é só você mesmo diagnosticar qual a melhor opção de venda para o veículo do seu cliente e os diferenciais de cada um. Boas vendas!

Serginho-e-Bila

 

FAcebook-Revista-Curta

Matéria publicada originalmente na revista AutoMOTIVO, a publicação B2B do mercado brasileiro de som e acessórios automotivos

Um comentário

  1. Post bastante bacana. Eu acabei de encontrar o seu blog e gostaria de falar que de fato os teus post são ótimos. Abraço

Comente esta matéria

Fique tranquilo: o seu endereço de e-mail é apenas para controle interno e não será publicado. Os campos marcados são de preenchimento obrigatório! *

*

Voltar ao topo
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com