Home / Destaques / Tech One: Capital Humano ainda é o componente principal para o sucesso da empresa

Tech One: Capital Humano ainda é o componente principal para o sucesso da empresa

Há 11 anos, nascia a marca dedicada ao aftermarket de acessórios Tech One. Nesse tempo, a marca evoluiu, adquiriu experiência, conquistou seu espaço no mercado, e se pudéssemos traduzir a trajetória desses anos, o termo seria superação.

O fundador e construtor da marca, Rodrigo Cabral, foi obrigado a recomeçar após dificuldades na carreira em sociedade. Mas a experiência adquirida antes desse momento o guiou a fazer as melhores escolhas: “Trabalhei desde muito cedo na empresa do meu pai, e por isso estudei engenharia por um tempo. Quando decidi buscar o meu espaço no mercado de trabalho, optei por mudar de faculdade e me formei em economia. Trabalhei alguns anos na ALCATEL como analista financeiro, e neste meio tempo, busquei uma experiência internacional (morei por três meses nos Estados Unidos e encarei todo tipo de trabalho para me manter lá)”, conta o fundador, que como em todo momento em nossa vida, que é colocada a prova o poder de determinação, aprendemos com erros e somamos os acertos.

Rodrigo Cabral, fundador da empresa

Rodrigo Cabral, fundador da empresa

Recomeçou montando uma empresa de factoring, até iniciar no ramo de acessórios comercializando o xenon. Num primeiro momento, atuou através de fornecedores locais até abrir a importadora. Mas foi quando assumiu carreira solo, que segundo ele, as coisas entraram no eixo de novo após uma profunda reestruturação.

A empresa e marca ficaram muito conhecidas ao trazer ao país o xenon. Esse foi o produto chave para a importadora atuar com protagonismo no mercado de acessórios. Daí, foi ampliando o leque e abrindo seu portfólio. Hoje a empresa é muito atuante também no fornecimento e desenvolvimento de lâmpadas super brancas, super LED, e ainda o xênon, tornando a Tech One referência em lâmpadas automotivas no mercado nacional.

VEJA TAMBÉM
Multimídia Receiver AVH-Z9180TV, da Pioneer

As lâmpadas super LEDs de 3700 lumens e 3000 lumens são os mais recentes produtos incluídos ao portfólio, mas segundo Cabral, em breve os clientes da marca podem esperar grandes novidades em iluminação. Na área de áudio e vídeo, fornecem encostos de cabeça, sensores de estacionamento, linha extensa de cabos, entre outros produtos.

tech-one-6

Capital humano e resultados

Há três anos, veio o convite à Elisangela Siqueira, hoje gerente geral da empresa. Ela participou da entrevista e nos contou que o elo entre ela e Rodrigo, se deu através do padrasto dele, que era Relações Públicas da General Motors, empresa que a Lisa (como é mais conhecida no mercado) atuou por 12 anos. Antes de ingressar na Tech One, Lisa ainda atuou por quatro anos na diretoria do Grupo Viamar. “Foi um grande desafio aceitar gerenciar a Tech One, uma mudança grande de chave, mas na hora certa. Hoje vejo que fiz uma excelente escolha, pois numa empresa que tem capital próprio, e em franco crescimento tudo depende de nós. E isso é maravilhoso pra mim. Cada funcionário é único, temos uma equipe que se admira e se completa”.

Elisangela Siqueira (gerente geral) e Fábio Abreu (coord. de marketing)

Elisangela Siqueira (gerente geral) e Fábio Abreu (coord. de marketing)

Estrutura comercial e marketing

Neste tempo de empresa, a Tech One mudou algumas vezes a estrutura empresarial. “Hoje não trabalhamos com representantes externos. Temos nossa própria área comercial, ou seja, dedicada. Trabalhamos como uma indústria. Temos gestão de carteira, cobrindo as áreas de ponta a ponta. Temos um escritório em São Paulo também. Foi uma opção que foi amadurecendo ao longo da vida da empresa”, afirma Lisa.

As ações de venda são feitas através de coordenadores, que atuam em 24 estados no Brasil. “Dedicação mútua de forças é nosso lema”. Internamente são 50 pessoas na empresa, distribuídas no novo prédio montado há três anos. São 5.000 m2 de área, distribuídas entre escritórios e galpões de estoque. “As vendas são coordenadas e quando chegam os containers em nossa sede, já tem destino certo. Investimos também num novo departamento de marketing, atuando muito forte de forma coordenada com o comercial, e este trabalho que anda paralelamente, tem funcionado perfeitamente”, conta a gerente.

“Dedicação mútua de forças é nosso lema”

“Dedicação mútua de forças é nosso lema”

Um mercado sem crise

As notícias da crise financeira que impactam o Brasil nunca afetaram os negócios na Tech One. “Quando o mercado começou a cair, nós investimos, acreditamos e isso colaborou para o crescimento de 60% de 2016 para 2017. Neste ano, tudo indica números similares”, conta Rodrigo Cabral. Recentemente, a empresa ainda montou dois laboratórios de pesquisa e desenvolvimento, sendo um no Brasil e outro em Shanghai, ambos muito equipados. “Aliás, este é um ponto a ser muito destacado por nós aqui da Tech One. Os produtos que comercializamos são nossos, com a nossa cara, testados exaustivamente, colocados à prova. Investimos milhões em tecnologia, nos preocupamos com o custo benefício e com a qualidade de todos os produtos”, afirma com orgulho o fundador da empresa.

São 5.000 m2 de área, distribuídas entre escritórios e galpões de estoque

São 5.000 m2 de área, distribuídas entre escritórios e galpões de estoque

O grande mercado da Tech One ainda é São Paulo, 50% do faturamento ainda vem do Estado. “Temos também um grande parceiro de e-commerce, a CONNECT PARTS, maior da América Latina. Temos uma equipe só para atendimento a eles. Entretanto, nossa política comercial é muito clara entre e-commerce e distribuidoras, pois só atendemos atacadistas. E quem não segue a política, está fora. Por isso temos vários parceiros, respeitamos muito a cadeia”, afirma a gerente Lisa.

tech-one--3

Internamente são 50 pessoas na empresa, distribuídas no novo prédio montado há três anos

Novos Passos

Rodrigo Cabral também nos conta que o próximo passo é atuar na área de Autopeças, mais focada a reposição. “Nós já temos a estrutura e logística, por isso vamos ampliar. Visitamos os fornecedores na China pelo menos quatro vezes ao ano, para acompanhamento de qualidade e viabilizar a entrada no Brasil. Temos parceria com uma trading naquele país, um parceiro fundamental para viabilizar a vinda dos produtos ao Brasil. Também está em nossos planos montar indústria aqui no país. O próximo passo é internacionalizar a marca”, conta Rodrigo, que tem viajado o mundo todo para levar a marca a outros países. Ele já fechou negócios na América do Norte, montou estratégias para Europa e esteve recentemente na Rússia em eventos e feiras automotivas a fim de realizar pesquisas e estratégias de mercado.

VEJA TAMBÉM
Lâmpadas LongLife Ecovision, da Philips

ENAN e feiras

O ENAN, para a empresa, foi o pé de entrada para feiras. “Estamos indo para nossa quarta participação. São vendas diretas com distribuidores, já que não temos intenção de vender ao varejo. A fórmula ideal formatada para se fazer negócios e relacionamento”. Depois a empresa ainda participou da Automec: “que nos ajudou a atingir um outro público, por isso, este ano ainda vamos participar de outras feiras”, afirma Elisangela.

FAcebook-Revista-Curta
Texto: Denise Andrade
Imagens: Equipe AM

Matéria publicada originalmente na revista AutoMOTIVO, a publicação B2B do mercado brasileiro de som e acessórios automotivos

 

3 comentários

  1. Rodrigo Rodrigues

    Bons equipamentos automotivo.
    Realmente agrega muito na personalização do carro.

    • melicio jeronimo de souza junior

      olá pessoal venho por meio deste contato tirar algumas duvidas em relação a super branca adquiri através do site do mercado livre o quite que vocês fabricam gostaria de saber se tenho que fazer algum procedimento em relação as novas lampadas do carro pagar alguma taxa ou ir ao detran da minha cidade , minha maior preocupação de ter e não poder usar tanto na baixa ou na alta e tambem os de neblina sei que o material é de excelente qualidade mas gostaria muito de saber se existe alguma restrição quanto aos mesmo desde já agradeço o contato e fico no aguardo para saber mais sobre esse excelente produto

  2. olá pessoal venho por meio deste contato tirar algumas duvidas em relação a super branca adquiri através do site do mercado livre o quite que vocês fabricam gostaria de saber se tenho que fazer algum procedimento em relação as novas lampadas do carro pagar alguma taxa ou ir ao detran da minha cidade , minha maior preocupação de ter e não poder usar tanto na baixa ou na alta e tambem os de neblina sei que o material é de excelente qualidade mas gostaria muito de saber se existe alguma restrição quanto aos mesmo desde já agradeço o contato e fico no aguardo para saber mais sobre esse excelente produto

Comente esta matéria

Fique tranquilo: o seu endereço de e-mail é apenas para controle interno e não será publicado. Os campos marcados são de preenchimento obrigatório! *

*

Voltar ao topo